Festa de aniversário da Bilica!!!

Aconteceu no dia 14 de setembro, a Festa de Aniversário da Bilica!

Tivemos a participação de muitas famílias, que se divertiram no Boi de Mamão, na contação de histórias, lançamento do livro, apresentação do coral e no tradicional café com nosso bolo de aniversário!

Agradecemos a presença de todos!

 

 

Clube de Xadrez na Bilica

Muitas atividades na Bilica!

A partir do dia 15 de agosto teremos mais um horário de Teatro para crianças: 9:30 às 11:30, quintas-feiras, para crianças de 8 a 12 anos de idade. Veja as informações no cartaz!

O próximo encontro do Clube de Xadrez na Bilica acontecerá no dia 17 de agosto de 2019! Venha!!!

E dia 20 de agosto teremos uma Roda de Conversa sobre o livro “Ideias para adiar o fim do mundo”. Participe!

Segundo encontro do Clube de Xadrez na Bilica!

Dia 06 de julho de 2019 aconteceu o segundo encontro do Clube de Xadrez na Bilica! A ação é uma parceria com o Projeto Brincantes do Colégio de Aplicação da UFSC, com a Escola Estadual Januária T. da Rocha, do Campeche, e com o professor e enxadrista Marcelo Juvenal.

Se você tem interesse em participar do Clube, venha para o próximo encontro! Será no dia 17 de agosto de 2019, na Bilica!

Aqui algumas fotos do segundo encontro:

Primeiro encontro do Clube de Xadrez na Bilica!

No dia 15 de junho de 2019 aconteceu o primeiro encontro do Clube de Xadrez na Bilica. E foi lindo! A ação é uma parceria da Bilica com o Projeto Brincantes do Colégio de Aplicação da UFSC, com a Escola Estadual Januária T. da Rocha, do Campeche, e com o professor e enxadrista Marcelo Juvenal.

Além da participação das crianças, tivemos a presença dos pais, que acompanharam toda a atividade e aproveitaram para conhecer a Bilica.

Se você tem interesse em participar do Clube, venha para o próximo encontro! Será no dia 6 de julho de 2019, das 14:00 às 15h30, na Bilica!

Aqui algumas fotos do primeiro encontro:

Bilica realiza oficina com educadoras

No dia 06 de outubro os integrantes da Trupitan, Dimi Camorlinga e Esha Prem retornaram a Escola Estadual Januária Teixeira da Rocha, no Campeche para realizar atividades com as educadoras da escola. A oficina  “O brinquedo e o brincar: construindo a brincadeira”  buscou estimular o estado do brincar no ensino da construção de brinquedos artesanais e de brincadeiras que facilmente poderão ser realizadas em sala de aula juntos aos  alunos e alunas.

A oficina foi dividia em dois momentos:  o primeiro a partir da construção da boneca Abayomi e da mandala Olho de Deus, demonstrou a importância da manipulação de materiais simples para a criação e expressão artísticas, bem como o desenvolvimento da coordenação motora fina.  A segunda parte da oficina buscou o resgate de brincadeiras cantadas e dançadas que fazem parte da
cultura popular e da infância, como a ciranda de roda e o cacuriá.

Confira as fotos:

Fotos: Renna Costa

Trupitan leva histórias afro-ameríndias para a escola

No dia 03 de outubro a Trupitan visitou a Escola Januária Teixeira da Rocha para apresentar histórias, brinquedos e brincadeiras, das culturas afro-indígenas brasileiras. A ação envolveu um espetáculo de contação de histórias, brincadeiras cantadas e confecção de brinquedos, entrelaçando contar, fazer e brincar. Transitando por este universo cultural, o grupo convidou as crianças à embarcarem e navegarem juntos por três estações.

Na primeira estação foi apresentando a contação de histórias KAUANA – guardião dos segredos: cantos e contos afro-indígenas. No trabalho são narrados mitos e histórias da tradição oral, em que os  brincantes recriam um clima de festa popular, apresentadas com cantos e músicas executadas ao vivo.

A segunda estação foi a demonstração de confecção de um brinquedo: a boneca ABAYOMI. Apresentada a partir de breve histórico de como nasceu a esta boneca de pano de origem africana, preparando as crianças para adentrar no universo deste brinquedo. O grupo deixou na escola os materiais para que cada aluna/o confeccione em sala de aula a sua própria Abayomi com a ajuda das educadoras, apropriando-se de seu significado durante este processo.

Na última e terceira estação foram acionadas as brincadeiras cantadas. Onde as crianças puderam vivenciar uma serie de brinquedos, como o cacuriá e a ciranda de roda, de maneira festiva celebrando o encontro e a vida.

Fotos: Renna Costa